top of page

O CAV/ABA junto com LEPPAIS/UFPel lançará a versão lusofônica da Série Televisiva Cinema e Antropologia por Marc Piault. A série foi produzida pela Télé AMU - Université AIX Marseille. Baseada no livro clássico Antropologia e Cinema de Piault, a série é uma oportunidade única de ver e ouvir a análise de Piault junto com as imagens em movimento. Referência para qualquer antropólogo/a visual e cineasta. Além disso, o CAV/ABA e o LEPPAIS/UFPell organizaram três webinários com grandes nomes da antropologia visual para comentar a série.

 O Comitê de Antropologia Visual da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) trata dos debates fundamentais sobre a institucionalização da Antropologia Visual no Brasil, articulando uma rede que formou gerações de pesquisadores e professores atuantes nos grupos de pesquisa e laboratórios de Antropologia Visual nas Universidades. Sua função é acompanhar as discussões sobre a avaliação e o reconhecimento da produção antropológica em linguagem audiovisual, contribuindo assim para o reconhecimento da área, bem como apoiando os debates sobre o seu ensino e pesquisa.

 

A primeira gestão deste Comitê foi coordenada pela Professora Clarice Peixoto (UERJ), então editora da importante revista Cadernos de Antropologia e Imagem, tendo sido sucedida por Cornelia Eckert (UFRGS), coordenadora do BIEV e criadora da Revista Iluminuras. As gestões de 2004 e 2006 foram coordenadas pelo professor Renato Athias (UFPe), no primeiro período em parceria com a professora Carmen Rial (UFSC), que, além da Mesas Redondas na RBA, organizou o Fórum de Antropologia Visual na ANPOCS, dando a ver a existência da Antropologia Visual brasileira para o conjunto das Ciências Sociais. A gestão de 2006 é a primeira que conta com um grande Comitê Assessor, de representatividade nacional, nesse momento cria-se o blog do então Grupo de Trabalho de Antropologia Visual da ABA. Na gestão de 2008, a professora Clarice Peixoto volta à coordenação do grupo, contando com um comitê assessor. Em 2010, a colega Claudia Turra-Magni (UFPel) assume a coordenação desse GT, reduzindo o número de membros do comitê, de modo a torna-lo mais operativo, na sua gestão o Prêmio Pierre Verger é priorizado e se realiza a série de DVDs com os filmes e ensaios fotográficos premiados pelo Concurso Pierre Verger da ABA. Em 2012, assume a colega Paula Morgado (USP), dando continuidade ao trabalho, e em 2014, é indicado o colega Marcos Albuquerque (UERJ). Em 2016, Ana Lúcia Ferraz (UFF) é indicada e assume a coordenação do Comitê. Após isso, a gestão 2019/2020 foi coordenada por Lisabete Coradini (UFRN), a gestão 2021/2022 foi coordenada por Denise Machado Cardoso (UFPA) e Ana Paula Alves Ribeiro (UERJ)e a atual gestão (2023/2024) é coordenada por Fabiana Bruno(Unicamp) e Luís Felipe Hirano(UFG).

 

O Comitê, em contato com a rede de pesquisadores de Antropologia Visual que articula, tem sido capaz de manter atividades acadêmicas em Congressos, como mesas redondas, grupos de trabalho, mostras de filmes etnográficos, debates com realizadores, a itinerância do premio Pierre Verger, além de acompanhar as discussões sobre a avaliação e o reconhecimento da produção antropológica em linguagem audiovisual. Nessa gestão, o trabalho se centrou em acompanhar uma ampla rede de grupos e Laboratórios que mantêm Revistas, produção audiovisual, articula eventos nacionais e internacionais, visibilizando seus debates, contribuindo assim para o reconhecimento da área, bem como apoiando atividades sobre o ensino e a pesquisa.

 

O Comitê de Antropologia Visual tem dado contribuições ao longo desse tempo ao garantir a organização do Prêmio Pierre Verger do Filme Etnográfico e de Ensaios Fotográficos, publicando coletâneas sobre o Ensino de Antropologia Visual, e, graças ao trabalho dos colegas professores e pesquisadores, organizando Encontros Nacionais e Internacionais na área, trabalhos que contribuíram ao longo desse tempo para institucionalizar a existência desse campo na antropologia no Brasil.

Este site apresenta o mapeamento dessa rede, os dados sobre o Prêmio Pierre Verger de Filmes Etnográficos e Ensaios Fotográficos, informação sobre os critérios de Avaliação da produção Audiovisual junto à CAPES (Qualis Imagem), além publicações de referência na área.

bottom of page